quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Diferentes Modos de Olhar


Blog de meuamorvirtual :Borboletando, Diferentes Modos de Olhar

Diferentes Modos de Olhar

Sempre há um lindo jeito de olhar as coisas
É tão fácil! É só querer... e se deixar envolver,
Como as crianças que têm o olhar da descoberta,
Do maravilhamento diante de coisas simples.
É tão bom quando encontramos tudo que se encaixa
Na vida, na natureza e tudo com leveza nos abraça!

Hoje foi assim.
Senti o vento gemer, estava triste.
Dependeu da maneira que sentia,
De como estava por dentro,
Do jeito como encarava a vida.
Mas quero sentir o vento cantar
E o amor desfrutar!

Alguns só reclamam...
Acho horrível conviver com pessoas de baixo-astral.
Elas jogam-nos escada abaixo.
E, na vida, existem tantos degraus
Tão difíceis e cansativos de conseguir galgar!

A chuva pode ser como o choro
Pode ser de alegria este pranto
Ou pode ser de tristeza, o vazio de um canto.
A chuva pode te impedir de sair, te prender.
Ou molhar as plantas e o mundo reverdecer;
Depende de como você olhar e entender!

Você pode ver o lado positivo ou reclamar.
A chuva pode fazer de quem você gosta lembrar,
Fazer você parar um tempo e por as energias em ordem
Precisamos dessas pausas para nos revigorar.
Claro que elas são necessárias!
Assim como a natureza tem os seus ciclos
Dia e noite, manhã e tarde,
Temos os nossos
Outono, inverno, primavera e verão,
Alegria, medo, tristeza, satisfação,
Euforia, luxúria, pecado, amor e paixão...

São tantas as emoções vividas,
Misturadas ou separadas que nos afligem.
No entanto, reunidas,
São poemas que vivemos todas as horas,
Basta um rascunho delas fazer e guardar
Para, em companhia de alguém, mais tarde,  apreciar ...

Poeta Gérson


Blog de meuamorvirtual : Borboletando, Diferentes Modos de Olhar

Olá, queridos amigos!

Este texto, gentilmente cedido pelo nosso amigo, o poeta Gérson, foi fruto de uma conversa que tivemos sobre o post anterior, Jeito de Olhar. Do nosso diálogo nasceu o poema e a mim coube somente, com a permissão do autor, dar alguns retoques. Ele é o resultado de uma reflexão conjunta, da troca de ideias sobre como o nosso jeito de olhar afeta a nossa vida, o nosso cotidiano, os nossos relacionamentos.

Falamos sobre a chuvinha que estava caindo hoje cedo e de como até ela poderia nos deixar felizes ou infelizes, reclamões ou agradecidos.

Às vezes nem temos consciência de como as nossas palavras e atitudes afetam os que estão em nossa volta ou até quem está nos lendo, no caso de textos escritos. É preciso estar atento para nos corrigirmos, para nos disciplinarmos, sempre que nos sentirmos tentados a ver o lado negativo do que nos acontece diuturnamente. Conviver com pessoas mal-humoradas e negativas não é fácil: elas deixam o ambiente pesado, como se uma nuvem escura estivesse sobre as nossas cabeças.

Que venha a claridade, que venha o sol, que as janelas estejam abertas e receptivas para tantas coisas boas que a vida nos oferece! E, quando chegar a noite, pela mesma janela poderemos admirar a  lua....

Beijos, 

Com carinho

Isabel

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...