sábado, 11 de junho de 2016

Eis que vem um novo dia



Aguarde o sol, olhando o céu
Negra como um corvo, a noite passa
Tomando as estrelas, bem longe

 Tudo flui

Eis que vem um novo dia
Pelo vento, eu jogo a noite
Prata e ouro transformando-se em luz
Eu estou em uma estrada, conheço o caminho

Tudo flui

Eis que vem um novo dia



Roma Ryan e Enya


quarta-feira, 1 de junho de 2016

Vento


Vento

De onde vem o vento?
Chega sem aviso,
Pastoreia as nuvens,
atropela as ondas,
arrepia o rio.

Como brinca o vento!
Gira corrupios
com as folhas mortas.
Assobia em frestas
Feliz, se balança
nos mais altos ramos
inventa a dança das sombras
no chão dos caminhos.

Quem segura o vento?
Como é doce o vento
quando é brisa leve
e passa de mansinho!
Livre como veio,
vai-se embora o vento.

Helena Kolody


Ao Longe, ao Luar


Ao Longe, ao Luar

Ao longe, ao luar,
No rio uma vela,
Serena a passar,
Que é que me revela?

Não sei, mas meu ser
Tornou-se-me estranho,
E eu sonho sem ver
Os sonhos que tenho.

Que angústia me enlaça?
Que amor não se explica?
É a vela que passa
Na noite que fica.

Fernando Pessoa

 



Amor Em Lágrimas


Amor Em Lágrimas

Ouve o mar que soluça na solidão
Ouve, amor, o mar que soluça
Na mais triste solidão

E ouve, amor, os ventos que voltam
Dos espaços que ninguém sabe
Sobre as ondas se debruçam
E soluçam de paixão

E ouve, amor, no fundo da noite
Como as árvores ao vento
Num lamento se debruçam
E soluçam para o chão

Deixa, amor, que um corpo sedento
Como as árvores e o vento
No teu corpo se debruce
E soluce de paixão

Vinicius de Moraes


Silêncio


Silêncio

A esperança partiu
no mesmo porto,
junto à sua partida.

Ficou a vida
repleta de caminhos,
onde os passos seguem silenciosos.

No peito, uma estranheza palpitante
de um abandonado jardim, quase sem sentido,
tentando provar que ainda restam flores.

Rosy Moreira


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...