sábado, 6 de fevereiro de 2016

Saudade


Saudade

Belos amores perdidos,
Muito fiz eu com perder-vos;
Deixar-vos, sim: esquecer-vos
Fora demais, não o fiz.

Tudo se arranca do seio,
- Amor, desejo, esperança...
Só não se arranca a lembrança
De quando se foi feliz.

Roseira cheia de rosas,
Roseira cheia de espinhos,
Que eu deixei pelos caminhos,
Aberta em flor, e parti.
 
 
Por me não perder, perdi-te:
Mas mal posso assegurar-me,
- Com te perder e ganhar-me,
Se ganhei, ou se perdi...

Vicente de Carvalho


Vicente de Carvalho (1866-1924), autor do conhecidíssimo poema "A flor e a fonte", poema gostoso de declamar, devido à sua sonoridade e dramaticidade, retrata, no poema acima, o sentimento da saudade como muitas vezes o senti... a saudade de uma perda causada por uma escolha, pela necessidade de se seguir em frente...

A vida é feita de escolhas e, muitas vezes somos forçados a tomar decisões que não são as que o nosso coração deseja, mas as que a vida nos impõe. E só nos resta a saudade e as lembranças dos momentos felizes...

E a vida segue o seu curso... mas dentro do peito permanece a saudade como nossa companheira...

Beijos, 

com carinho

Isabel


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...