domingo, 21 de fevereiro de 2016

Cor-de-Rosa


Cor-de-rosa
Está no rosário
Na begônia
No boto solitário
Da Amazônia

Está nas margens
De dezembro
E nas coisas da infância
Que ainda me lembro

Está na roupa
Das meninas recém-nascidas,
Nas bochechas do bebê
Na pantera
Do desenho da tevê

Cor-de-rosa
É o voo do flamingo
O miolo do figo,
As tardes de domingo
O leite com groselha
A gola desbotada
De uma camisa
Vermelha e velha

Cor-de-rosa 
É cor de doce
E doce seria,
Se cor
Não fosse

Lalau e Laurabeatriz

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...