sábado, 6 de fevereiro de 2016

O Sorriso de Isabel


O Sorriso de Isabel

Isabel não sorri... seu sorriso, sorri por ela!

O sorriso de Isabel tem vida própria
Ele flutua de forma livre, crua.
Manipula e me seduz.

O sorriso de Isabel é profícuo,
Como pirilampos sedentos de luz
Vem e corta meus olhos como navalha branda.

O sorriso de Isabel é lindo! É inebriante
Assusta-me e desarma.
Às vezes, penso que caiu do céu!
Como uma bólide, rasgando a pele da noite
Esse belo monólito que é
O sorriso de Isabel.

O meu sorriso é amarelo
Amargo como o fel,
Talvez por nunca ter cruzado
com o sorriso de Isabel!

Minhas dores são tantas,
Minhas cruzadas foram muitas
Quero o bálsamo dos olhos, quero
a ternura da alma, e dos lábios a quentura...
do sorriso de Isabel!

Carlos Kurare

http://carloskurare.blogspot.com.br/



Calma, pessoal! Eu não fui a musa inspiradora do poema, mas quando entrei no blog do Carlos Kurare, um dos meus preferidos, com posts sempre inteligentes, e dei de cara com esse poema, juro que me senti a musa, mesmo sem ser.... não custa nada fazer de conta, né?!

E aí resolvi compartilhar com vocês... espero que gostem! 

Um beijo carinhoso, fiquem com Deus!

com carinho

Isabel


2 comentários:

  1. Bom dia Isabel!
    Fui pesquisar no Google meu poema e ao invés de cair na página do meu blog o Google remeteu-me ao seu.
    Obrigado pela gentileza de suas palavras.
    Parabéns pelas sutilezas que seu blog abriga!
    Um beijo!
    Carlos Kurare

    ResponderExcluir

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...