domingo, 7 de fevereiro de 2016

Que Nunca nos Falte



Que nunca... jamais... em tempo algum
nos falte o sonho.

Que não nos falte os campos 
perfumados de alecrim
Que não nos falte a poesia, 
a poesia de todos os dias.

Que nunca nos falte a inocência
de sabermo-nos amados.
Que esse amor nos dê asas
E que, nessa plumagem macia,
Possamos cruzar céus e mares...

Aproximarmo-nos das estrelas
Fascinarmo-nos com a beleza da lua
E, depois, voltarmos à terra flutuando
Embevecidos de ternura.

Arnalda Rabelo





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...