quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Indomável




Indomável

Sem água morna,
sem pedra mole,
nem fogo brando.

Amor quando chega,
tem que vir arrebatando,
virando a mesa,
rompendo a porta.

Amor que se preza
agarra a vida na marra
e desentorta;
Abraça a hora com força
e desamassa.

Vem certo de ficar,
vai indo embora;
Vem pensando em partir,
mas vai ficando.

Sempre confuso,
é certo errante
que deixa tudo fora do lugar.
... e quanto mais o peito resistir
 tanto mais vai explodir de muito amar.

Flora Figueiredo

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...