quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Fonte


Fonte

Como trapezista
alcançar o outro
num salto:
mergulhar em seus olhos,
navegar até o fundo.
Alcançar o outro
no que ele tem
de mais belo,
de luz e mel,
delicadeza e mistério.
E, então, beber a água
limpa
dessa fonte.

Roseana Murray


Um comentário:

  1. Acabei de passar por aqui a trabalho ... só querendo decifrar o que a autora sentia quando esses versos escrevia... foi melhor do que eu imaginava... descobri a falta de delicadeza que venho exercitando porque sou prática demais! QUERO TER , LER E SEGUIR O MANUAL DE A a Z . LINDO DEMAIS!

    ResponderExcluir

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...