sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

A Professora Maluquinha


A Professora Maluquinha

Na nossa imaginação
Ela entrava na sala voando
Com estrelas no lugar do olhar
Ficava sempre nos olhando

Com jeito e canto de sereia
Nos encantava ao falar
Movendo seus cabelos
Nos levava pra lá e pra cá

“Professora Maluquinha”
Atendia por tal nome
Quando ela chega perto
A tristeza toda some

Nos conquistou tão depressa
Que as meninas choravam por seu colo
Contavam seus segredos
Ligeirinho, logo, logo

Havia dias que ela chegava
Com um bico tal qual o de um tucano
Seus olhos perdidos no ar
Pareciam  plenos de desengano

Quando isso acontecia
A turma parecia combinada
Ficava calada, quietinha
Fingindo estudar tabuada

Poucos dias depois
Sem muitas explicações a dar
Ela deixava seu ar de tristeza
E logo voltava a voar

A sala então ficava
Tal qual a primavera
A turma toda cantava e saudava
A nossa flor mais bela

Muitos anos se passaram
E há muito nos deixou
Mas uma coisa eu garanto
Esquecê-la, nunca vou.

Anselmo Santana


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...