quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Diário de Uma Paixão


Blog de meuamorvirtual :Borboletando, Diário de Uma Paixão

Diário de Uma Paixão

"Antes disso eu nunca fora arrebatado
por amor tão súbito e doce
Seu rosto vicejava como se uma flor fosse
E assim meu coração foi roubado."

Walt Whitman

Blog de meuamorvirtual : Borboletando, Diário de Uma Paixão

Um bom livro é aquele que envolve o leitor desde a primeira página, aguça a curiosidade, o desejo de ir sempre além e desvendar os mistérios que envolvem as personagens. O leitor, de imediato, cria uma empatia, uma certa dose de cumplicidade, um olhar dentro do outro...por algumas horas, ou até por alguns dias, enquanto está mergulhado na história, passa a ser este outro, a sentir as suas dores e alegrias e até a perdoar as suas possíveis falhas...


Nicholas Sparks é um mestre em envolver o leitor nos dramas de suas personagens. Seus livros contam histórias de amor até certo ponto açucaradas, ingênuas...mas, mesmo que não o admitamos, no fundo todos queremos viver uma linda história de amor e é esse o segredo do seu sucesso.


Diário de Uma Paixão é baseado em uma história real, vivida pelos pais da esposa do autor, portanto, totalmente plausível. Além disso, a história retratada é idêntica a uma outra vivida por um casal da cidade onde moro. É o amor na adversidade, na doença, na dor, se mantendo incólume, resistindo a todas as dificuldades. Um amor que não desiste, que persiste, que não acaba...


O narrador é a personagem principal, Noah, no início da narrativa já com seus oitenta anos, morando em um asilo para idosos juntamente com a sua esposa, Allie, que sofre do mal de Alzheimer, uma doença degenerativa que, nos estágios mais avançados, leva o doente ao total esquecimento, inclusive da própria identidade.


Ao descobrirem que Allie sofre deste mal, eles mudam-se para uma clínica para idosos, onde ele passa a viver unicamente em função dela, tentando, com todas as suas forças, trazer a sua Allie de volta, mesmo que só por alguns momentos.


O método utilizado é a leitura do seu diário, onde ele escreveu, ao longo dos anos, a história dos dois. Em alguns momentos, poucos e sem que haja uma lógica, Allie se reconhece na história...são por esses poucos momentos que ele vive, que ele espera...


Contada em flashback e sem uma sequência linear, o relato começa com ele sentado na varanda da sua casa, com trinta e um anos, relembrando o verão que passou com Allie, quatorze anos atrás, e de como eles se apaixonaram. Ela, filha de uma família abastada, veio passar o verão em Nova Berna. Eles se conheceram, se apaixonaram e não se separaram mais durante todo o verão. Depois que ela vai embora, ele escreveu muitas cartas, porém não obteve resposta.


Durante esse quatorze anos, ele não conseguiu esquecê-la nem apaixonar-se novamente. Trabalhou para Goldman, um judeu, durante anos, fazendo com que o negócio prosperasse. Participou da Segunda Guerra Mundial. Quando regressou, depois de três anos, recebeu uma pequena porcentagem da herança de Goldman, o que possibilitou a compra de uma casa em ruínas. Ele então passou a dedicar-se inteiramente à sua reconstrução, o que para ele simbolizava a reconstrução de sua própria vida, além de ter o caráter de uma fuga...fugindo de si mesmo, do seu passado, dos seus fantasmas...


É neste contexto que ocorre o reencontro dos dois. Allie, noiva de Lon, um advogado proeminente e faltando apenas três semanas para o casamento, vê uma reportagem sobre a reconstrução do casarão. Ela resolve então retornar a Nova Berna e procurar Noah. E aí, o amor, que nunca havia morrido, retorna com toda a intensidade. Eles ficam juntos durante quarenta e cinco anos de uma união perfeita, total, absoluta.


"Nas horas de luto e sofrimento eu vou embalar e abraçar você, e farei da sua tristeza a minha tristeza. Quando você chorar, eu vou chorar, e quando você sofrer, eu vou sofrer. E juntos tentaremos estancar a maré de lágrimas e desespero e juntos vamos superar os obstáculos das esburacadas ruas da vida."


A história termina no dia em que eles completam quarenta e nove anos de casados, já há quatro anos morando na casa de repouso...e ele continua a amá-la como da primeira vez que se viram e se apaixonaram. A história, intercalada pela leitura de poesias, é de um lirismo arrebatador. Tudo parece fazer parte de um conjunto: a natureza, as árvores, o rio, o crepúsculo, a casa, a poesia, Noah e Allie...tudo se mistura numa história de amor que, não conhece limites, barreiras, tempo, doença, morte....


Isabel

Blog de meuamorvirtual : Borboletando, Diário de Uma Paixão

"O corpo enfraquece com dor mortal,
Mas minha promessa se mantém verdadeira no fim dos nossos dias,
Um toque terno que termina em beijo sem pressa
Há de despertar de novo o amor em meio à alegria.
Nossas almas eram uma só, eu bem sabia,
E separadas elas nunca estarão;
No esplêndido crepúsculo seu rosto irradia,
Procuro você e encontro meu coração."

Nicholas Sparks



Um lindo dia para todos!

com carinho

Isabel

Blog de meuamorvirtual : Borboletando, Diário de Uma Paixão

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...