quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Abrindo as Janelas



Uvas e Sinos



Abre as janelas

as portas
e deixa que entre
o horizonte em jorro
um pedaço de céu
peixes e pássaros
e lágrimas e sonhos.



Deixa que o tempo entre

como guirlanda

que entrem as vozes dos poetas
desde a distante noite
onde as bússolas marcavam o caminho.

Deixa que algum mistério
ponha uvas e sinos
em cima da mesa.


Roseana Murray






Um comentário:

  1. Muito bonito esse poema amiga, passei p deixar meu abraço e te desejar uma bela semana! bjooosss

    ResponderExcluir

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...