domingo, 13 de março de 2016

Sob o Céu Estrelado


Sob o Céu Todo Estrelado

As estrelas, no céu, brilhavam,
Divinamente distantes.
Vinha da caniçada o aroma
Amolescente dos jasmins. 


E havia também num canteiro perto,
Rosas que cheiravam a jambo.
Um vaga-lume abateu sobre as hortênsias
E ali ficou luzindo misteriosamente. 

À parte as águas de um córrego,
Cantavam a eterna história sem começo nem fim.
 
Havia uma paz em tudo isso...
(Era que de resto o que dizia lá dentro
O meigo adágio de Haydn).

Tudo isso era tão tranquilo... tão simples...
E deverias dizer que foi
O teu momento mais feliz

Manuel Bandeira


4 comentários:

  1. Boa tarde! Izabel
    Eu a conheci no blogorama hoje estou com um blog novo borboletasblog.blogspot.com.br.

    Bela poesia de Manuel Bandeira.
    bjokas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde, Klara! Tem vários amigos do Blogorama que estão de mudança para o Blogger. Eu já tinha este há mais de cinco anos, mas há três que ele estava parado. Resolvi copiar quase todas as postagens de lá e publicá-las aqui para não perdê-las. Agora que terminei a 'mudança', vou tirar um tempinho para uma reorganização e também para visitar outros blogs, porque o gostoso deste ambiente é a troca, a interação. Vou lá dar uma passadinha no seu blog e colocá-lo entre os meus favoritos.
      Um beijo e uma ótima semana!

      Isabel

      Excluir
  2. Boa tarde amiga, simplesmente lindo!
    Bom domingo.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Cecília, minha amiga querida, eu sei que vc sentiu minha falta lá no Blogorama. Mas eu estava desmotivada. Era difícil acessar o blog, estava sempre fora do ar quando eu tentava. Aqui a estrutura é muito melhor. Mas é aquele trabalho de formar um grupo de amigos. Tem umas pessoas maravilhosas, depois vou te passar os endereços para vc ir se enturmando. E agora vamos ver se eu me animo, rs! Um beijo, obrigada pela visita!

      Isabel

      Excluir

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...