sexta-feira, 4 de março de 2016

Juro que te vi!


Juro que te vi, bem-te-vi!
Entre as folhas verdes da mata,
no galho do pessegueiro,
na rama da minha roseira,
no beiral da velha varanda.

Juro que te vi, bem-te-vi!
Naquela manhã tão linda,
quando o vento assoviava,
trazendo uma brisa suave
 e seu canto até a mim.

Juro que te vi, bem-te-vi!
No mais alto da palmeira,
soando seu grito de paz,
enchendo o dia de graça.
e mesmo pra quem não te via
seu canto era de alegria,
quando cantava...Bem-te-vi!

Cecília


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...