sábado, 19 de março de 2016

O Insolente Outono




O Insolente Outono



Quando o outono insolente vem os galhos desnudar...

Arranca todas as folhas pra árvore se entregar.

Insólita, vibra e geme essa árvore despida...

E se entrega então ao vento de uma forma desabrida!



O inverno vem castigá-la, ciumento, estarrecedor,

Fustiga todos os galhos, com muita raiva e furor.

Mas a gentil primavera, vendo a árvore despida,

A cobre de tantas flores, enchendo-a de amor e vida.



A árvore agradecida, se entrega em doce abandono,

Mas sente muita saudade da insolência do outono...



Mírian Warttusch




Um comentário:

  1. Bom dia Isabel, tenha uma linda semana e um maravilhoso Outono.
    Bjs

    ResponderExcluir

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...