domingo, 13 de março de 2016

Amo


Amo

Amo o silêncio das tardes cinzas de outono
o desenho das aves gravados no céu,
Amo andar por estes caminhos, entre árvores
a balançar na brisa que vem do mar...
Amo as horas paradas do tempo em
que o mundo parece ter estacionado numa praia,
onde as ondas fazem graça na areia branca.

Amo as tardes com suas aragens frias,
que buscam seu agasalho na alma,
Amo o verde esperança das matas,
o azul pacífico das inquietas águas,
a natureza de tantas cores da ilha,
as mil cores imaginadas e vividas,
cores de doçura e de força,
numa prece que é pura natureza.

Sônia Shmorantz



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...