quinta-feira, 7 de junho de 2012

Saudade


Ouço os passos do descaso do seu amor,
E a dor vem de braços abertos...
Com medo tranco as portas 
Das minhas esperanças e tapo os ouvidos 
Para afugentar o som das lembranças...

E quando me dou por mim...
 - Lá estou eu!
Abrindo de mansinho uma janela 
Para matar a saudade

Valquíria Cordeiro 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...